segunda-feira, 7 de maio de 2012

Prefeitura de Foz lança hoje o Prêmio Iguaçu Ciência



Com a presença do escritor italiano Domênico de Masi, a prefeitura de Foz do Iguaçu (PR) lança hoje (07/05/2012) o Prêmio Iguaçu Ciência. A apresentação do projeto será feita pelo prefeito Paulo Mac Donald, às 20h no Salão Internacional do Livro e antecede a palestra do escritor.


 A prefeitura de Foz do Iguaçu lança o Prêmio Iguaçu Ciências. O objetivo é promover a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico e investir especialmente em estudantes e jovens pesquisadores que procuram inovar na solução dos desafios iguaçuenses.

Prêmio de R$ 60 mil
A participação é aberta a jovens e adultos (estudantes ou não) de todo o país e da América, inclusive alunos do ensino médio. A cada ano, um problema diferente é apresentado para que os pesquisadores analisem e apresentem a solução. A premiação será de R$ 60 mil distribuídos entre os três primeiros colocados. O primeiro colocado receberá também um terreno de 2.000m² na área industrial, conforme disponibilidade da prefeitura, e receberá incentivo e abonos que auxiliem a implantação de uma indústria de pequeno porte.

Desafio 2012: Aquecimento de piscinas
Neste primeiro concurso, o desafio é encontrar solução científica para aquecimento das piscinas mantidas pela prefeitura nas escolas municipais (centros de convivência). O sistema deve levar em consideração o princípio da sustentabilidade e da economicidade no uso de energia.  A água deve ser aquecida para uma faixa de temperatura de no mínimo 28 graus e no máximo 35 graus; O sistema deve ser de fácil utilização e manutenção por trabalhadores dos centros de convivência; Projetos com enfoque na ecologia e sustentabilidade; e custo de instalação e manutenção deve ser um item essencial.

Inscrições e regulamento
As inscrições devem ser feitas pelo site www.premioiguacuciencia.com.br até 30 de agosto de 2012, com apresentação dos trabalhos. Resultado e premiação no dia 20 de setembro. Todo o regulamento está detalhado no site. A comissão julgadora avaliará mérito, originalidade e relevância da proposta em relação ao desenvolvimento tecnológico e inovação da cidade; contribuição para o avanço da área do conhecimento (melhoria da qualidade de vida da população e a solução de problemas do cotidiano); e qualidade do texto quanto à linguagem (objetividade e clareza) e qualidade da apresentação.

Edição anual
Para custear as edições seguintes o município terá direito a 10% da patente realizada. O município também terá o direito de utilizar o projeto campeão sem custo financeiro, não podendo repassa-lo a terceiros. Caso o projeto campeão seja implementado através de produção em série ou implantação em caráter de protótipo, o município terá o direito de utilizar e implantar essa tecnologia a preço de custo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba notícias pelo seu E - mail !