segunda-feira, 18 de junho de 2012

Foz do Iguaçu incentiva municípios a aderirem o Sistema Nacional de Cultura


Evento aberto à comunidade e conta com a presença de agentes e dirigentes culturais do Oeste do Paraná

Será realizado na dia 21 na Fundação Cultural de Foz do Iguaçu o I Encontro de Acompanhamento de Adesão e Implantação dos Sistemas Municipais de Cultura (SMC) - um projeto de cooperação técnica UNESCO e Ministério da Cultura.

O evento que acontece das 9h às 16h30, é aberto para a comunidade e contará com a participação de agentes e dirigentes culturais de municípios do oeste do Paraná. O objetivo é informar, orientar e incentivar os municípios a aderirem ao SMC.

De acordo com o secretário geral da Fundação Cultural Juca Rodrigues, Foz do Iguaçu vem atendendo as etapas exigidas pelo ministério. “Temos formado o conselho municipal de cultura, o sistema de informação e indicadores culturais e o fundo municipal de cultura. Estamos elaborando o plano municipal”, disse.

Acrescentou ainda, “o município que se insere ao Sistema de Cultura, funciona como um link direto, com os recursos do ministério, cujo trâmite é de fundo a fundo, como acontece no Sistema Único de Saúde- SUS”, explicou Rodrigues.

Programação - haverá a apresentação da proposta do Ministério da Cultura em relação à Intersetorialidade, Descentralização e Acesso a Cultura no Brasil, por meio do fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura (SNC).

Exposição do diagnóstico do estado e municípios paranaenses em relação ao Sistema Nacional de Cultura e Sistemas Municipais; Orientação para adesão ao Sistema Nacional de Cultura e implantação dos Sistemas Municipais; Relato de experiências com o SNC e Proposta de trabalho conjunto para acompanhamento sistemático.

Mais informações na Fundação Cultural, rua Benjamin Constant, 62, pelos telefones (45) 3521- 1511, (45) 3521- 1309 e (45) 3521- 1502 ou e-mail: fundacaofoz@gmail.com.


Clickfoz

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Foz do Iguaçu é a cidade com melhor competitividade turística do Brasil Ministério do Turismo avalia 65 destinos turísticos consolidados no país.




Título é valido entre as cidade que não são capitais.

Foz do Iguaçu, conquistou o melhor Índice de Competitividade do Turismo Nacional 2011, entre os municípios que não são capitais. A cidade recebeu o título na quarta-feira (13) junto com outras 24 cidades premiadas. Anualmente, 65 destinos turísticos regionais são avaliados. Estes locais são chamados de indutores porque têm a capacidade de irradiar desenvolvimento para os municípios vizinhos. Curitiba e Paranaguá são os outros destinos do estado que participam da avaliação, entretanto, não foram premiados.


saiba mais

Para premiação, os locais são categorizados em capitais e não capitais. Entre as capitais, São Paulo obteve o maior índice.
Ao todo são analisados 13 itens como capacidade de atendimento médico, estrutura urbana das áreas turística, proteção ao turista, acesso, atrativos turísticos, marketing, e políticas públicas.
O Índice de Competitividade é apurado anualmente, desde 2008, em pesquisas de campo realizadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pelo Sebrae. Um dos objetivos é produzir uma série histórica para avaliação da competitividade de destinos, fornecendo informações que podem subsidiar o planejamento estratégico da atividade turística.

Existe ainda as premiações quanto a evolução no turismo, que verifica o aperfeiçoamento da cidade para se tornar atrativa receber turistas. Neste aspecto, Porto Velho (RO) foi a capital com a melhor média e Balneário Camburiu (SC), o município com o melhor desempenho.

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Aniversário de Foz do Iguaçu foi comemorado mesmo abaixo de chuva

A chuva atrapalhou, mas não impediu o desfile cívico-militar em comemoração aos 98 anos de Foz do Iguaçu. Durante três horas, aproximadamente três mil pessoas, representando escolas municipais, entidades civis, grupamentos militares a pé e motorizado, grupos civis motorizados e com animais, se apresentaram na Avenida Paraná. 




O desfile foi acompanhado pelo prefeito Paulo Mac Donald, o presidente da Câmara Municipal, Edílio Dall´Agnol, vereadores, representantes do Exército, Marinha e Aeronáutica e demais autoridades civis e militares da cidade.

O mau tempo antes do início do desfile, previsto para começar as 8h30, assustou os moradores. Uma pancada de chuva durante as apresentações espantou definitivamente o público. A permanência da chuva, porém, não desencorajou os participantes do evento. A pedido da maioria, a organização não suspendeu o desfile.

"O tempo não ajudou muito. Mas me impressionou o esforço de todos para participarem desta grande festa em homenagem aos 98 anos de Foz. Acredito que essa atitude ilustra bem o sentimento que move a cidade hoje. A população está dedicada, otimista e esperançosa, graças às recentes conquistas", disse o prefeito.

O desfile foi aberto oficialmente com o hasteamento das bandeiras do Brasil, Paraguai e Argentina, do Paraná e da aniversariante, Foz do Iguaçu. A Guarda Mirim foi a primeira a desfilar, depois o Conselho de Pastores (Copefi), Conselho da Mulher, Instituto Arco Íris e Fundação Cultural.

A participação mais longa foi da Secretaria Municipal da Educação com 32 escolas municipais, Centros Municipais de Educação Infantil e Centros de Convivência. Os CMEI´s apresentaram o tema “Multiculturalidade – Etnias”.


Clickfoz


Receba notícias pelo seu E - mail !