segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Turistas estrangeiros destacam Foz do Iguaçu para Lazer e Negócios .

A mais recente pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Embratur, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) apontou que Foz do Iguaçu continua sendo o segundo destino mais escolhido por estrangeiros. A Terra das Cataratas mantém a preferência de turistas que viajam a lazer atrás apenas do Rio de Janeiro. A cidade é a terceira mais procurada no ranking, principalmente pela forte influência do turismo de negócios e eventos em São Paulo e Rio de Janeiro.

O Estudo da Demanda Internacional no Brasil mostrou que o Paraná é o quarto estado a receber mais estrangeiros. A Terra das Cataratas responde por 6,7% da preferência dos turistas. São Paulo (13,5%) e Rio de Janeiro (13,2%) ocupam, respectivamente, as duas primeiras colocações. Entretanto, o Destino Iguaçu ultrapassa a capital paulista quando a motivação da viagem é lazer.

De acordo com a pesquisa, a maior parte das visitas ocorre por este motivo. O lazer corresponde a 46,1% das viagens. Em seguida aparece passeio na casa de amigos e familiares com 27% e negócios e eventos 23,3%.

Na opinião dos entrevistados, hospitalidade (98%), gastronomia (96%), restaurantes (95%) e hotéis (94%) são os itens mais importantes para determinar a escolha da cidade. Guias de turismo, táxis e diversão também obtiveram boas notas.

A avaliação vem ao encontro do pensamento da Gestão Integrada do Turismo de Foz do Iguaçu, formada através da parceria entre a Secretaria de Turismo, Itaipu Binacional, Iguassu Convention Bureau (ICVB), Fundo Iguaçu (Fundo de Promoção e Desenvolvimento do Iguaçu) e Instituto Chico Mendes de Biodiversidade/Parque Nacional do Iguaçu, em consonância com o Conselho Municipal de Turismo (COMTUR),
Criada há quatro anos, a iniciativa, que reúne o setor público e privado, garantiu investimentos de R$ 400 milhões na infraestrutura do turismo e na qualificação dos profissionais envolvidos na atividade econômica.

“O Destino Iguaçu vem sendo beneficiado por ações permanentes da Gestão Integrada no mercado do exterior. Os empresários do setor apostaram nas reformas e ampliações para comportar a demanda de eventos e de turistas de lazer, sem esquecer a qualificação da mão-de-obra. A pesquisa mostrou que os entrevistados avaliaram a infraestrutura dos locais visitados e Foz do Iguaçu não ocupa essas posições por acaso”, detalhou o secretário de Turismo, Felipe Gonzalez.

Mais da metade dos estrangeiros recebidos no Brasil é da América do Sul. 2,384 milhões de turistas vieram deste continente. Os três principais emissores continuam sendo Argentina (1,399 milhão), Estados Unidos (641,3 mil) e Itália (245,4 mil).

Argentinos e norte americanos representam 40% do receptivo brasileiro. O mercado europeu (Itália, Alemanha, França, Portugal, Espanha e Inglaterra) responde por 22%. Os outros países da América do Sul são responsáveis por 13%.

“Boa parte destes emissores visitaram o Parque Nacional do Iguaçu este ano, ajudando o destino ultrapassar 1 milhão de turistas. A expectativa é chegar a 1,4 milhões de visitantes até dezembro. A partir dos dados vamos intensificar a estratégia “Foz Destino do Mundo” nesses países”, garantiu Gonzalez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba notícias pelo seu E - mail !